oto: Júnio Freitas
                                Foto: Júnio Freitas

 

O cantor sertanejo Rick, que fazia dupla com Renner, teria se recusado a fazer um show para 78 pessoas na madrugada desta segunda-feira (14), em um clube de Guajará-Mirim (RO). De acordo com a organização, o artista não subiu no palco por causa do baixo público no local. Com o cancelamento do show, alguns fãs se revoltaram e uma funcionária da empresa chegou a ser agredida por clientes que queriam ser ressarcidos. Procurado, o escritório do artista pediu para entrar em contato com o produtor musical de Rick. O G1tentou contato com o produtor, mas não obteve sucesso até a publicação desta reportagem.

rick-sollo-em-uberaba-e-uberlandia

 


Foto: Ailton Oliveira / LM
                              Foto: Ailton Oliveira / LM

 

A escassez de chuva em Livramento parece não ter fim, e com isso o calor esta cada vez maior, e a população esta ficando transtornada por conta dessa elevada temperatura.

Há um bom tempo  que não chove consistente na região, isso esta sendo o reflexo da grave seca que está predominando na cidade.

Os agricultores estão sentindo uma grande dificuldade, pois a falta de chuva está comprometendo as safras  principalmente nas produções de manga.

Além da escassez de rios, barragens e represas. Diante de toda essa situação a grande expectativa dos moradores e agricultores da cidade de Livramento é que chova nos próximos dias e afaste de vez esse’’ fantasma’’ da seca, para a melhoria da qualidade de vida dos livramentenses.

Previsão para Hoje:

20151214060901


bluemarble

Se você quer completar suas depressivas previsões para o futuro, aqui vai uma que é fascinante e inócua ao mesmo tempo: com o derretimento de camadas de gelo, a rotação da Terra está ficando mais lenta, e isso fará com que nossos dias fiquem um pouco mais longos.

Esta é a conclusão de um estudo feito por Harvard e publicado na Science Advances. Segundo os autores, a redução das geleiras está afetando a taxa de rotação e inclinação axial da Terra, ao redistribuir a água resultante do degelo glacial e espalhando-a pelo mundo. Como a água muda dos pólos em direção ao Equador, o centro do nosso planeta está ficando um pouco mais amplo. E este “cinturão” maior está fazendo com que a Terra seja “freada” — da mesma forma que uma patinadora abre os braços para diminuir sua velocidade durante um giro.


Foto: Blog do Anderson
                             Foto: Blog do Anderson

 

Uma mulher de 74 anos morreu após passar mal dentro de uma aeronave no Aeroporto Pedro Otacílio Figueiredo, na tarde deste domingo (13). De acordo com o 7º Grupamento de Bombeiros Militar, Desolí Pires Silva estava acompanhada do esposo, de uma filha e um neto em um voo da Passaredo Linhas Aéreas e a família tinha como destino o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Ainda conforme o Corpo de Bombeiros, a idosa sofreu um mal súbito logo após embarcar na aeronave, que ainda estava em solo. A idosa chegou a receber atendimento de equipes de socorro, mas não resistiu. Os bombeiros acionaram a Polícia Federal e o Instituto Médico Legal para o levantamento cadavérico. Familiares, que são de Ibicoara, também no Sudoeste Baiano, relataram aos bombeiros que a idosa sofria de problemas respiratórios e viajava para realizar um tratamento. O G1 entrou em contato com a Socicam Aeroportos, responsável pelo terminal de Vitória da Conquista, e a empresa ficou de buscar informações sobre o ocorrido. A empresa aérea Passaredo também foi procurada, mas nenhum representante foi localizado para comentar a situação.


Foto: Reproduçã
                                  Foto: Reprodução

 

Os deputados federais Lúcio Vieira Lima (PMDB) e Daniel Almeida (PCdoB), favorável e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), respectivamente, debaterão o assunto em evento promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia. O debate está previsto para acontecer na próxima segunda-feira (14), às 9h, na sede da OAB, no Centro de Salvador. Além dos parlamentares, estarão presentes os juristas Marcos Sampaio e Miguel Calmon. O encontro será mediado pelo presidente do órgão, Luiz Viana Queiroz. (BU)


Foto: Reprodução/ Portal Chapada
                  Foto: Reprodução/ Portal Chapada

 

O governo do estado enviou para a região da Chapada Diamantina dois aviões e um helicóptero para atuar no combate aos incêndios na Chapada Diamantina. A operação coordenada pelo programa Bahia Sem Fogo conta com 60 bombeiros militares, 40 brigadistas, 8 peritos, quatro veículos tracionados (4×4), dois helicópteros e quatro aviões modelo air tractors – capazes de transprotar até 3,8 mil litros de água. De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, quatro trilhas estão interditadas no Parque Nacional da Chapada Diamantina, área de responsabilidade do Governo Federal: a Cachoeira da Fumaça, a Fumacinha, Véu de Noiva e Buracão. “Nossas equipes têm apoiado o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela gestão do Parque. Estamos garantindo toda a estrutura (aeronaves, equipamentos e veículos), que está sendo utilizada para fortalecer as ações de combate, como o transporte dos brigadistas voluntários aos locais mais distantes”, afirmou Fabíola Cotrim, coordenadora do Bahia Sem Fogo e perita em incêndios florestais.


Foto: Reprodução
                               Foto: Reprodução

 

Valter Fonseca, 41, é natural de Ilhéus (BA) e vive há 10 anos nas ruas de Patos de Minas (MG), a 456 quilômetros de Belo Horizonte. Nesta semana, viu a vida mudar de rumo. O nome dele aparece em primeiro lugar na lista de aprovados no concurso público para coveiro na cidade mineira. Dos 30 pontos, Valter fez 26.

Eram 21 candidatos disputando 3 vagas. O emprego tem salário de R$ 805,18, além de benefícios como vale-alimentação, vale transporte e plano de saúde.

“Quando terminei a prova, no dia 18 de outubro, não pensava que tinha feito tantos pontos. Dois dias depois saiu o gabarito e conferi minha prova. Fui até uma costureira que sempre costura minha roupa quando rasga e ela me disse: ‘Você passou; fez 85% da prova’. Fiquei tão emocionado que não sabia o que fazer.”

A vida nas ruas da cidade do interior de Minas começou em 2005, cinco anos depois de ter saído de Ilhéus. Naquela época, se separou da ex-mulher e perdeu o emprego.


Foto; Reprodução
                                 Foto; Reprodução

 

Na madrugada desta sexta-feira (11/12), um acidente automobilístico tirou a vida do jovem lagoarealense, Mateus Nunes. Segundo informações colhidas pela redação do Caetfest, o jovem perdeu o controle do veículo, um Linea Fiat, vindo a capotar várias vezes. Mateus estava sem cinto de segurança e foi arremessado para fora do carro. O acidente aconteceu na BR-940, nas proximidades da fábrica de Churrasqueiras (Mosaico) em Lagoa Real.

Mateus foi levado com vida para o Hospital Regional de Guanambi, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.


Foto: Reprodução
                            Foto: Reprodução

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou hoje (10) que as eleições municipais do ano que vem serão feitas com urnas eletrônicas. Segundo o tribunal, após o Congresso aprovar o projeto de lei que mudou a meta fiscal de 2015, o Ministério do Planejamento fez uma nova estimativa de receitas que garantem a votação por meio eletrônico. Com a nova meta, a Justiça Eleitoral terá R$ 267 milhões garantidos. A equipe econômica manteve corte de R$ 161 milhões. No dia 3 de novembro, o tribunal informou que não teria recursos para custear a eleição com urnas eletrônicas, devido ao contingenciamento de R$ 428 milhões do orçamento da Justiça Eleitoral para aguardar a decisão que mudaria a meta fiscal. Dessa forma, os eleitores brasileiros voltariam a escolher seus representantes pelo voto de papel. Com informações da Agência Brasil.


Foto: Reprodução
                                  Foto: Reprodução

 

Tocada pela primeira vez em Salvador nesta terça-feira (8), a nova música de Bell Marques já está dando o que falar nas redes sociais. A canção, intitulada “Cabelo de Chapinha”, fala sobre uma “nega” que deve ir ao salão para se arrumar para seu companheiro. No refrão, a letra diz: “Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha”. Indignados com a composição de Escandurras, Fagner e Gileno, alguns internautas criticaram o tom supostamente racista da música. “Depois de ‘nega do cabelo duro que não gosta de pentear’, o racismo brasileiro emplaca mais uma música que tende a desvalorizar a beleza naturalmente negra. São tantos idiotas acéfalos que minha dignidade nem se abala, mas me preocupo com as crianças negras que terão que ouvir essa m*, lamentável”, desabafou uma seguidora. “Cabelo é afirmação, ato político e identidade”, defendeu outro. Procurada para falar sobre a repercussão da canção nas redes sociais, a assessoria do cantor não foi encontrada.