Foto: Reprodução
                                 Foto: Reprodução

 

Nos últimos finais de semanas em Livramento os termômetros voltaram a registrar sensação térmica de até 39°C, segundo alguns sites de meteorologia, esta semana seria chuvosa em nossa cidade, mas com a mudança de tempo o calor aumentou e as formas de chuvas estão bem poucas, surgindo novas previsões para o dia 26 quinta-feira deste mês, tempo fechado e chuvoso, com possíveis trovoadas, pode chover até 10 mm.

Previsão para hoje quinta-feira 19, Tempo nublado, com algumas aberturas de sol, sensação térmica de 33° C.


Foto: Divulgação
                                 Foto: Divulgação

O garotinho Rafael Freitas, de apenas 3 anos de idade que ficou conhecido no Brasil por “brincar” de celebrar missas morreu no último sábado(14). Rafael se vestia com batina e dizia que queria ser Papa no futuro. Rafal fazia um tratamento contra um tumor neurológico no Hospital do Câncer Infanto-Juvenil de Barretos e sempre com muita alegria e esperança enfrentava a dura rotina de internações. O pequeno papa estava dando uma pausa no tratamento e tinha voltado para a sua cidade natal que era Pedras, em Minas Gerais. Porém, depois de passar algumas semanas com a família precisou ser internado e depois faleceu. O sepultamento de Rafael ocorreu em Conceição das Pedras. O bispo diocesano de Barretos, dom Milton Kenan Júnior, pediu orações pelos familiares de Rafael “que foi brincar no céu”. Ele recebeu Rafael no mês de fevereiro deste ano, quando deu orientações, rezou e brincou com o menino. Adriana, mãe de Rafael, afirmava que desde os 2 anos de idade ele dizia que queria ser papa, e que respeitava a vontade do filho. (Rede Vida)

 


Foto: Manu Dias/GOVBA
                           Foto: Manu Dias/GOVBA

 

O governador Rui Costa sobrevoou na manhã desta terça-feira (17) as áreas incendiadas na Chapada Diamantina para acompanhar in loco as ações de combate ao fogo, que têm sido realizadas há mais de 20 dias em trechos afetados pelas chamas. O incêndio florestal, que chegou a atingir dois mil hectares de mata, está sendo controlado aos poucos, após o início das atividades de uma força-tarefa, envolvendo Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro e brigadistas voluntários. Em Lençóis, o governador também se reuniu com prefeitos de dez municípios baianos para o alinhamento das estratégias de enfrentamento ao fogo. Diante da suspeita de um incêndio criminoso, o governador anunciou que irá aprofundar as investigações com a Polícia Civil. “Vou falar com o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, para enviar agentes da Polícia Civil para investigarmos a fundo esses incêndios. Eles acontecem todo ano, mas os dois maiores focos do incêndio aconteceram à margem da BA -242 e tem indícios de que foram provocados intencionalmente, e isso não pode acontecer”.


Foto: Reprodução
                          Foto: Reprodução

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) permitiu nesta terça-feira (17) que um pai que devia pensão alimentícia a um filho passe a ter o nome inscrito em cadastros de proteção ao crédito, ficando com o nome sujo no comércio.

A decisão reverteu sentença de instância inferior que rejeitava tal medida por contrariar o segredo de Justiça imposto a processos envolvendo direito de família, de forma a preservar a intimidade nesses casos.

Por unanimidade, os ministros da Quarta Turma do STJ entenderam que o direito de um filho receber a pensão é mais importante, ainda que seja necessário revelar o nome do pai para forçar a retomada do pagamento.

“Considerando-se que os alimentos devidos exigem urgentes e imediatas soluções –  a fome não espera – mostra-se juridicamente possível os pedidos […] de protesto e de inclusão do nome do devedor de alimentos nos cadastros de proteção ao crédito (SPC e Serasa), como medida executiva a ser adotada pelo magistrado para garantir a efetivação dos direitos fundamentais da criança e do adolescente”, escreveu em seu voto o relator do caso, ministro Luís Felipe Salomão.


Foto; Divulgação
                                  Foto; Divulgação

Falta total de orientação da CBF e acreditar que uma partida das Eliminatórias vale menos do que jogo do Campeonato Espanhol. Tivesse Neymar, o capitão da Seleção Brasileira, o mínimo de conhecimento, não passaria por uma cena constrangedora.

Assim que terminou a partida contra os peruanos, em Salvador, não caminharia em direção ao árbitro José Hernando Buitrago. E tentaria oferecer sua camisa ao colombiano que apitava sua última partida como juiz da Fifa, já que tem 45 anos, idade limite para a entidade.

Ele balançou a cabeça e se afastou. Neymar tomou um susto. Não sabia nem como agir de tanto constrangimento. Puxou a camisa de volta e a entregou, com raiva, a um dos roupeiros da Seleção.

Muitos jornalistas e torcedores passaram a elaborar mil teses. A principal: Buitrago teria ficado magoado com as reclamações e palavrões que ouviu do capitão da Seleção, a quem brindou com um cartão amarela.

Nada disso.

Eliminatórias são o início formal da disputa da Copa do Mundo da Rússia. É absolutamente proibido para os árbitros receberem qualquer presente das seleções envolvidas nos jogos. Não era um amistoso que Brasil e Peru jogaram. Foi uma partida com consequência na classificação ou não dos países para o próximo Mundial.

Não tem cabimento Neymar desconhecer algo tão básico.

Basta imaginar a cena. Na partida de volta, os argentinos vencem o time de Dunga, digamos em Fortaleza. E ao final do confronto, Messi dá sua camisa ao juiz, em pleno gramado. Seria um escândalo internacional de grandes proporções. E com razão de ser.

No Campeonato Espanhol, Neymar mal olha para os juízes após os jogos.

A atitude simpática, ingênua do brasileiro comprometeria o colombiano.

Diante da negativa correta do árbitro, o jogador ficou sem graça, irritado.

A imagem do que se passou corre o mundo.

Neymar é uma das maiores estrelas do futebol do planeta.

O constrangimento não deveria ser para o jogador.

Mas para a CBF, para o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi.

Para o técnico Dunga. Alguém tem de explicar como as coisas funcionam ao capitão do Brasil.

Jogo das Eliminatórias da América do Sul é muito importante.

A boa intenção se transformou em algo constrangedor.

O juiz poderia até citar na sua súmula a oferta.

Ficaria até pior.

Tudo isso à toa.

Por pura falta de orientação.

E amadorismo que domina a CBF.

A incompetência é generalizada…


Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias
                   Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

 

Com a vitória sobre o Peru por 3 a 0 na noite desta terça-feira (17), na Arena Fonte Nova, a seleção brasileira encerrou a temporada de 2015. Comandante da equipe, Dunga fez um balanço do ano e avaliou positivamente os seus comandados. “O ponto positivo é nós insistirmos com a escola brasileira que é a do drible, criatividade. A equipe aos poucos vai se encaixando. Mudamos alguns jogadores, mas a equipe continuou jogando bem e compacta”, analisou o treinador. Dunga, que exaltou a força da torcida baiana durante a entrevista coletiva, acrescentou que a tendência é a melhora do escrete canarinho. “Todos nós falavamos da dificuldade que seriam as Eliminatórias e estamos crescendo. A tendência é melhorar e buscar a nossa classificação”. Com o triunfo, o Brasil chegou ao terceiro lugar do certame, com sete pontos. A próxima partida nas Eliminatórias será dentro de casa contra a seleção uruguaia, no dia 24 de março de 2016.


Foto: Reprodução
                                Foto: Reprodução

 

A Bahia teve um prejuízo de R$ 1 bilhão com o ajuste fiscal promovido pelo governo federal. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), mês a mês, ao longo de todo o ano de 2015, têm sido frustradas as previsões de receitas de transferências de convênios federais. Para o secretário Manoel Vitório, a redução dos repasses, se ajuda nas contas do governo federal, no âmbito do Estado tem efeito prejudicial, devendo influenciar negativamente o resultado primário do governo, um dos parâmetros mais importantes para as contas públicas, de acordo com as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal.


Foto: Reprodução
                                 Foto: Reprodução

 

Criada por Provisão Real em 1745, Rio de Contas foi a primeira cidade planejada do Brasil. O município preserva o traçado antigo, apresentando praças e ruas amplas, igrejas barrocas, monumentos públicos e religiosos em pedra e o casario em adobe.

Escravos alforriados que se instalaram na margem direita do Rio de Contas Pequeno, atual Rio Brumado, foram os primeiros habitantes da região de Rio de Contas. Em pouco tempo, formou-se o povoado denominado “Pouso dos Crioulos” (localizado ao sul da Chapada Diamantina e dentro do Polígono das Secas). No início do século XVIII, com a chegada de bandeirantes interessados em novas regiões de exploração do ouro, um novo arraial (hoje chamado de Mato Grosso) foi fundado, atraindo mais pessoas para a região. Também nessa época chegaram os padres jesuítas.

Em 1746, o Pouso dos Crioulos passou a chamar-se Vila Nova de Nossa Senhora do Livramento das Minas do Rio de Contas, nome herdado da transferência de uma vila vizinha que, devido a constantes enchentes, sofria de uma epidemia da “febre de mau caráter”.

Na segunda década do século XVIII, o bandeirante Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo Tavares descobriu ouro no local, iniciando um ciclo que marcou a história da região, fazendo com que o povoado prosperasse rapidamente. Rico em ouro de aluvião, o município viveu na segunda metade do século XVIII uma época de grande prosperidade econômica. As tradicionais famílias importavam da Europa peças de uso pessoal e de decoração e, numa celebração à abundância, pó de ouro era lançado nos Imperadores e Rainhas durante as procissões da festa do Divino Espírito Santo. Também são desta época os casarões em estilo colonial, hoje tombados pelo patrimônio.

Em 1745 dá-se a transferência de uma antiga vila (a de Nossa Senhora do Livramento de Minas do Rio de Contas) para o novo sítio, surgindo então a Vila Nova de Nossa Senhora do Livramento de Minas do Rio de Contas. Toda esta prosperidade decaiu já por volta de 1800 com a escassez do ouro, e agravou-se com a descoberta de diamantes na Chapada Diamantina quatro décadas depois. Grande parte da população de Rio de Contas que havia fundado a cidade transferiu-se para Mucujê em busca de novas riquezas. A vila foi elevada à cidade em 1885.

É um atual polo ecoturístico da Bahia. Foi cenário do filme Abril Despedaçado do diretor Walter Salles.

Rio de Contas é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 13.710 habitantes.


Foto: Divulgação
                                  Foto: Divulgação

 

Por volta de 01 hora e 30 minutos  na madrugada deste domingo, a guarnição do PETO da 46ª CIPM,  receberam uma denuncia  por um motoqueiro, avisando que no bar da Teresa, situado no bairro taquari de fronte ao ginásio de esportes, havia um Jovem trajando uma  blusa de cor rosa e short azul que supostamente o mesmo estaria armado , na ocasião a guarnição do PETO se  deslocaram ao local, o jovem com as características citadas foi abordado portando uma arma de fogo calibre 32 marca I.N.A com 3 cartuchos intactos e 274 reais e 75 centavos em espécie e um aparelho celular, o acusado identificado com o nome de Gonçalo Silva Santos estava altamente embriagado e foi conduzido até a  delegacia de polícia para esclarecimento.

Foto: Divulgação
                                   Foto: Divulgação