Foto: Reprodução
                                   Foto: Reprodução

 

O secretário de Meio Ambiente da Bahia (Sema), Eugênio Spengler, informou neste domingo (15) que enviou mais dois aviões para combater o incêndio que atinge a região do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia. Segundo Spengler, com isso, sete aviões e três helicópteros atuam na área. “Enviamos hoje um avião do governo e um da Força Aérea Brasileira (FAB). No local já há três aviões e dois helicópteros do governo, dois aviões do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e um helicóptero do Ibama”, disse o secretário. O guia e brigadista Leonardo Bonfim, membro da Associação de Guias do Vale do Capão, disse que na noite de sábado (14) foram deslocadas 13 pessoas para a área da Serra da Larguinha. “Já tem 16 pessoas no morro, que é a parte norte do Vale. Agora, a preocupação é que as chamas estãoa tingindo as nascentes dos rios e chegando nas casas”, contou Leonaredo. A situação na região está definida como dramática, segundo o chefe-substituto do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, César Gonçalves, sobre o incêndio. Este é o segundo grande incêndio registrado no parque em três meses – o último ocorreu em setembro e só foi controlado após uma semana. Na ocasião, pelo menos 9 mil hectares de unidade de conservação foram destruídos. O secretário Eugênio Spengler e o comandante do Corpo de Bombeiros, Francisco Telles, embarcaram na tarde de sábado para a Chapada Diamantina, com o objetivo de acompanhar de perto a situação dos incêndios florestais. César Gonçalves destaca que o número de brigadistas contratados enviados ao local e de voluntários não está sendo suficiente para conter as chamas. Segundo ele, cerca de 60 pessoas atuam nas áreas afetadas. “O incêndio que atinge o parque está em grandes proporções. O fogo tem várias frentes e vai desde a localidade de Campos de São João, em Palmeiras, até a região próxima ao Barro Branco, na cidade de Lençóis. Não é exagero nenhum dizer que [o incêndio] está fora de controle. A dimensão do fogo é muito grande”, destaca.


Como tem feito com regularidade, o pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, publicou um vídeo na internet comentando as notícias atuais. A gravação, que parece ser de um celular, fazia um apelo para que os evangélicos contribuíssem de alguma maneira para ajudar os moradores da região Mariana e Governador Valadares, que estão sem água. Desde o rompimento da barragem da mineradora, as cidades enfrentam uma tragédia ambiental que pode ter “matado” o Rio Doce, um dos principais do Estado. Silas chamou a situação de “calamidade” e pediu incisivamente que Dilma e o governo federal fizessem algo mais que sobrevoar o local de helicóptero. “As pessoas não tem água para beber”, lembra o pastor e desabafa: “Governo de porcaria!”.


Foto: Tayne Luz / Jornal da Chapada
                Foto: Tayne Luz / Jornal da Chapada

 

Um dos bombeiros que têm trabalhado na tentativa de conter os focos de incêndio na região do Parque Nacional da Chapada Diamantina desabafou, neste sábado (14), sobre as condições de trabalho no local. De acordo com o oficial, que preferiu não se identificar para evitar exposição, os bombeiros voluntários não têm recebido diárias de alimentação e estadia. “Sobre a Chapada, fui [parte da] sexta turma a viajar para combate a incêndios, a sétima está lá. Cada turma fica 10 dias e, acredite, somente a primeira havia recebido as diárias de alimentação e estadia. Todos os bombeiros que estão  lá voluntários (não receberão extras para essa missão), estão sem receber as diárias para custear estadia e alimentação. As diárias da segunda turma saíram anteontem. A terceira, quarta, quinta, sexta e a sétima estão sem receber e pagaram para comer”, disse. O bombeiro ainda afirmou que a quantidade de oficiais presentes na Chapada Diamantina não é suficiente para conter o fogo. “O Corpo de Bombeiros da Bahia tem menos de 2 mil militares para toda a Bahia, várias cidades sem bombeiros, apenas 16 militares de Salvador viajaram na sétima turma. Não é suficiente”.


Fotos: Itapetinga Repórter
                             Fotos: Itapetinga Repórter

 

A Polícia Civil investiga a morte de um preso, de 30 anos de idade, encontrado morto na tarde desta sexta-feira, 13 de novembro, dentro da carceragem da delegacia de Itapetinga.Os detentos aproveitaram o momento em que os policiais se preparavam para distribuir o café da tarde para informar que havia um homem morto no interior do local, vítima de suicídio.A Polícia Civil entrou na carceragem com apoio de duas equipes da Polícia Militar. O corpo de Silvo Marco Santos, ajudante de pedreiro, foi encontrado pelos policiais no pátio da área de sol, próximo a cela 6, sob um lençol. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou o levantamento cadavérico e depois removeu o cadáver para Vitória da Conquista, onde passará por necropsia no Instituto Médico Legal (IML).

 

 


corno1-67

Os suspeitos disseram que tiveram seus celulares invadidos

(Imagem: Reprodução)

Uma investigação de troca de mensagens íntimas entre funcionários terceirizados de um hospital que não pode ainda ter a sua localização divulgada, virou febre nas redes sociais. Os dois teriam mantido relações sexuais durante um plantão. A relação íntima teria acontecido entre um motorista de ambulância e uma auxiliar de limpeza. Uma conversa dos dois no WhatsApp foi divulgada nas redes sociais e teve uma grande repercussão na cidade. “E quando vamos fazer aquela loucura novamente no hospital?”, diz um dos trechos da conversa. O casal ainda planeja repetir a dose: “Somos loucos. Próxima vez, quero te pegar dentro da ambulância”. Em outra parte, um deles diz que “adorou o plantão de ontem”. Os dois funcionários alegaram que não fizeram sexo durante o plantão, e que alguém teria invadido os aparelhos deles para enviar as mensagens. Em outra mensagem, a mulher lamenta e diz estar “ficando triste” com o fim de um dos plantões e que “o corno está voltando”. De acordo com a assessoria do hospital, os dois não foram afastados das funções. O hospital informou ainda que dispõe de monitoramento 24 horas por dia através de câmeras em todos os setores, que serão analisadas, e que as investigações podem ser encaminhadas para a Polícia Federal, caso seja necessário.

(Imagem: Reprodução)
                                (Imagem: Reprodução)

Foto: Reprodução
                                 Foto: Reprodução

 

A página oficial da atriz Bruna Linzmeyer, a Belisa de “A Regra do Jogo”, está sendo alvo de comentários agressivos por conta de sua posição a favor do aborto. Na maioria deles, ela é chamada de “assassina” e “abortista (sic) hipócrita”. Recentemente, ela e outros atores da Globo, como Julia Lemmertz e Nanda Costa, participaram de um vídeo a respeito do tema. Em “Meu Corpo, Minhas Regras”, o papel da mulher na sociedade é colocado em xeque junto com a possibilidade de ser mãe e as mudanças que a maternidade traz. Assim como milhares de mulheres protestaram nas últimas semanas contra o projeto de lei 5.069/2013, de autoria de Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, que restringe o atendimento médico a mulheres vítimas de estupro e dificulta o aborto legal, a atriz também postou foto de cartazes com os dizeres “Meu útero é laico” e “Podemos substituir o Cunha por uma pílula do dia seguinte”.


Foto: Secom/ Ba
                              Foto: Secom/ Ba

 

O governo do Estado enviou mais um helicóptero para ajudar no combate aos focos de incêndio na região do Parque Nacional da Chapada Diamantina. O secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, sobrevoou a área afetada e, no município de Lençóis, se reuniu com a equipe de combate aos incêndios do Programa Bahia Sem Fogo. Agora, são dois aviões Air Tractor, dois helicópteros, viaturas tracionadas (4×4) e mais de 60 brigadistas e bombeiros militares atuando na região. Os focos de incêndios florestais registrados no município de Ibicoara foram controlados no último dia 11, sendo que os trabalhos de combate aos incêndios estão concentrados nas proximidades do Rio Mucugezinho, em Lençóis, na Área de Proteção Ambiental (APA) Marimbus/Iraquara, em Morro Branco, em Palmeiras, e na comunidade do Capão do Correia, na região de Mucugê. Os órgãos ambientais enfatizam que é de fundamental importância que a população contribua para a prevenção das queimadas, evitando o uso do fogo nas atividades de campo, principalmente, na preparação do solo para o próximo plantio ou renovação de pastos para os animais. A sociedade pode oferecer denúncia de queimadas ilegais e quaisquer outros crimes ambientais pelo telefone 0800 071 1400, e-mail denuncias@inema.ba.gov.br, diretamente nos balcões do Inema, na sede ou nas Unidades Regionais, ou por correspondência.


Foto: Reprodução
                              Foto: Reprodução

 

Na noite de ontem(12), a Polícia Militar do Distrito Federal prendeu, no acampamento em frente ao Congresso Nacional, um manifestante pró-impeachment da Presidente Dilma Rousseff portando um verdadeiro arsenal de guerra. Na abordagem, os policiais encontraram uma pistola calibre 380, 12 cápsulas de spray de pimenta, 16 furadores de coco, 1 canivete adaptado em um instrumento conhecido como soco inglês e um porrete de madeira escondidos dentro do veículo do manifestante. O manifestante pró-impeachment discutiu com simpatizantes do governo e prestou queixa de ameaça. Os simpatizantes informaram um outra versão na qual o cidadão favorável ao impeachment da Presidenta é que teria feito ameaças, inclusive utilizando-se da pistola 380. A Polícia Militar abordou o veículo do manifestante e encontrou o arsenal. O cidadão foi enquadrado e responderá a processo por porte ilegal de arma.