Paramirim: Homem morre com quadro de raiva humana após ser mordido por morcego

raiva-humana-lm

Foto: WhatsApp / Livramento Manchete

Na última segunda-feira (06), um homem identificado como Edivalson Francisco Souza, de 46 anos, veio a óbito com quadro de raiva humana após ser mordido por um morcego, o mesmo residia na zona rural do município de Paramirim, cerca de 64 km de Livramento de Nossa Senhora. Conforme informações da Secretaria de Saúde do Estado, este é o primeiro caso de raiva humana desde 2004, na Bahia. A vítima foi contagiada quando ordenhava uma vaca, ocasião em que acidentalmente, pisou em um morcego, e acabou sendo mordido pelo mamífero. Após 21 dias do ocorrido, Francisco procurou o médico e foi medicado, porém só revelou que levou a mordida de um morcego após sete dias de internação. Logo após, o paciente foi transferido para Salvador, onde ficou internado no Hospital Couto Maia e morreu na segunda-feira. Foi colhido o material do paciente, e enviado para o Instituto Pasteur, onde o resultado foi confirmado ser positivo com a raiva. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica – DIVEP – juntamente com a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia – ADAB – investiga o caso. A Secretaria de Saúde de Salvador informou que a vacina contra a raiva está disponível nos postos, mas apenas para as pessoas que foram mordidas por animais. Não é uma vacina que possa ser tomada a qualquer momento da vida.

Vídeo Reprodução / Reportagem TV Bahia.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Mais Notícias
Boa noite. Pena que o agressor ja estar solto. Ameaçando os familiares.
Bom dia querido povo dessa cidade linda onde eu nasci meus sentimentos á todos os familiares descanse em paz meu velho amigo que deus conforte o coração de todos sou…
Meus sentimentos a todos familiares e amigos, ela foi minha professora 😢
Isso tudo por falta da sinalização dos quebra molas ,que ainda não foram sinalizados A noite fica impossível enxergar eles.(quebra molas)