Três policiais civis de Camaçari são acionados por improbidade administrativa

Três policiais civis lotados na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos do Município de Camaçari foram acionados pelo Ministério Público estadual por ato de improbidade. Ajuizada no dia 10 pelo promotor de Justiça Everardo Yunes, a ação pede que a Justiça determine a perda da função pública dos policiais, que suspenda seus direitos políticos de três a cinco anos, estabeleça o pagamento de multa e os proíba de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios pelo prazo de três anos.

A ação relata que no dia 5 de agosto de 2011, por volta das 19h, quando estavam em diligência buscando capturar os suspeitos de um roubo, os acionados, na localidade de Barra do Jacuípe, teriam alvejado um homem com diversos disparos pelas costas. Após atingirem a vítima, que não morreu “por circunstâncias alheias à vontade” dos acionados, eles constataram que a vítima estava desarmada e não tinha qualquer relação com o crime ou com os criminosos que eram procurados.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Mais Notícias
Boa noite. Pena que o agressor ja estar solto. Ameaçando os familiares.
Bom dia querido povo dessa cidade linda onde eu nasci meus sentimentos á todos os familiares descanse em paz meu velho amigo que deus conforte o coração de todos sou…
Meus sentimentos a todos familiares e amigos, ela foi minha professora 😢
Isso tudo por falta da sinalização dos quebra molas ,que ainda não foram sinalizados A noite fica impossível enxergar eles.(quebra molas)